Menino de 2 anos reza com super-heróis e comove as redes sociais

Menino de 2 anos reza com super-heróis e comove as redes sociais

Esta foto deu a volta ao mundo em poucos dias, porque muitas páginas e comunidades católicas compartilharam-na sem cessar nas redes sociais. Trazemos alguns detalhes da história desta imagem viral.

Ocorreu há alguns dias em Bogotá, Colômbia. O menino se chama Pablo, tem 2 anos e meio, é o mais novo de três irmãos, e recentemente pediu ao seu pai para brincar com seus super-heróis e com Jesus.

“Seu papai lhe disse que os super-heróis deviam pedir a Jesus que lhes dessem seus superpoderes, e em seguida, ele pôs seus bonecos nessa posição e ficou ao lado deles e começou a rezar a Jesus”, relatou Maria Juliana Escallon, madrinha de Pablo, ao Grupo ACI.

A foto foi feita por Diego, pai de Pablo. Maria Juliana compartilhou a imagem no Instagram e nunca imaginou que esta se tornaria tão popular.

(ACIdigital)

APRESENTAÇÕES TEATRAIS NAS MISSAS DOMINICAIS ATRAI CADA VEZ MAIS CRIANÇAS

APRESENTAÇÕES TEATRAIS NAS MISSAS DOMINICAIS ATRAI CADA VEZ MAIS CRIANÇAS

Na tarefa de estimular a espiritualidade infantil é de grande valia levar as crianças às práticas religiosas da família.

No caso dos cristãos católicos a missa dominical é considerada sagrada, sendo a Eucaristia deste dia de muita importância.

Acontece que a compreensão da liturgia pela criança é algo difícil, visto que o vocabulário é mais rico, diferenciado e algumas vezes erudito. Mesmo que o público infantil tenha realizado aulas de catequese, a homilia fascinante aos adultos, pode não atingir o interesse dos menores pela diferença de linguagem.

Alguns párocos enxergando o fato, estimulam a apresentação de grupos teatrais nas missas matutinas de domingo, já chamadas “missa das crianças”.

O Goiânia For Kids conferiu de perto a missa das crianças na Paroquia Santa Terezinha do Menino Jesus, em Aparecida de Goiânia, e assegura que a criançada não piscou o olho durante o espetáculo. Os valores cristãos são assim repassados de forma engraçada e divertida, sem ferir a seriedade religiosa e criando raízes fecundas no pensamento dos pequenos fiéis. (veja vídeo no final do post)

O Goiânia For Kids aprova e apoia as missas direcionadas aos pequenos e, depois de conhecermos tão linda atitude da Igreja nos comprometemos com os papais e mamães em logo lançar  um guia goianiense de “missa das crianças”.

Vamos estimular as famílias a orar?

Atenção igrejas evangélicas, espíritas e católicas, se vocês desenvolvem trabalhos de evangelização voltados às crianças, mande nos seus relatos e informações! Adoraríamos conhecê-los e compartilhar suas práticas no site!

Assista:

A IMPORTÂNCIA DA FÉ NA INFÂNCIA

A IMPORTÂNCIA DA FÉ NA INFÂNCIA

Há situações na vida em que a impressão que se tem é de não haver saída. Perdas, doenças, derrotas, vitimização, violência, medo….são várias as ocasiões em que o ser humano se sente acuado e isso pode levar à sensação de fim, de desespero.

Apesar da simplicidade da criança ao enxergar a vida, certas situações difíceis podem também as deixar acuadas e a evolução mal elaborada delas gerar seqüelas psicológicas que serão carregadas ao longo da vida.

Muitas vezes as soluções para as questões difíceis do viver não existem, ou pelo menos não são reconhecíveis. Até que se elabore um luto devido ou que se encontre uma saída para os becos do destino, só o que se faz sobreviver é a esperança, o acreditar em dias melhores.

Mais que acreditar em si, o ser humano necessita acreditar que fatores externos também são dignos de fé, e que algo maior que nós mesmos pode ajudar para que um bom final aconteça. Isso porque o humano é frágil, limitado. Instintivamente a criança sente isto, como os adultos, e então a denominação para a força externa sagrada se torna necessária para que o pequeno ser humano concretize aquilo que abstrai. Papai do céu, Deus, Mamãe do céu, o nome usado dependerá da crença familiar, sendo sempre expressão do Amor Supremo.

Seja qual a prática espiritual da família é cientificamente claro que a esperança e os bons valores repassados pelos pais aos pequenos perdurarão pela vida, assim como todos os ensinamentos (falar, andar..).

Compartilho aqui o clipe da música “A Força da Fé”, o qual mostra no seu finalzinho moradores carentes do sertão da Bahia e crianças que vivem na miséria de Guiné Bissau, na África, evangelizadas e assistidas pela Igreja Católica cantando o verso “eu não vou perder a minha fé haja o que houver”.

Dra Janaina Soares Vieira Borghetti.

COMO EVANGELIZAR OS MEUS FILHOS?

COMO EVANGELIZAR OS MEUS FILHOS?

Os pais não devem apenas mandar os filhos para a igreja, mas levá-los

A Igreja ensina que os primeiros catequistas são os pais. É no colo deles que toda criança deve aprender a conhecer a Deus, aprender a rezar e dar os primeiros passos na fé; conhecer os Mandamentos e os Sacramentos.

Os pais são educadores naturais, e os filhos assimilam seus ensinamentos sem restrições. Será difícil levar alguém para Deus se isso não for feito, em primeiro lugar, pelos pais. É com o pai e a mãe que a criança tem de ouvir em primeiro lugar o nome de Jesus Cristo, Sua vida, Seus milagres, Seu amor por nós, Sua divindade, Sua doutrina… Eles são os responsáveis a dar-lhes o batismo, a primeira comunhão, a crisma e a catequese.Quando fala aos pais sobre a educação dos filhos, São Paulo recomenda: “Pais, não exaspereis os vossos filhos. Pelo contrário, criai-os na educação e na doutrina do Senhor” (Ef 6, 4). Aqui está uma orientação muito segura para os pais. Sem a “doutrina do Senhor”, não será possível educar. Dom Bosco, grande “pai e mestre da juventude”, ensinava que não é possível educar sem a religião. Seu método seguro de educar estava na trilogia: amor – estudo – religião.

Nunca esqueci o terço que aprendi a rezar aos cinco anos de idade, no colo de minha mãe. Pobre filho que não tiver uma mãe que o ensine a rezar! Passei a vida toda estudando, cheguei ao doutorado e pós-doutorado em Física e nunca consegui esquecer a fé que herdei de meus pais; é a melhor herança que deles recebi. Não é verdade que a ciência e a fé são antagônicas; essa luta só existe no coração do cientista que não foi educado na fé, desde o berço.

Os pais não devem apenas mandar os seus filhos à igreja, mas, devem levá-los. É vendo o pai e a mãe se ajoelharem que um filho se torna religioso, mais do que ouvindo muitos sermões. A melhor maneira de educar, também na fé, é pelo exemplo. Se os pais rezam, os filhos aprender a rezar; se os pais vivem conforme a lei de Deus, os filhos também vão viver assim, e isso se desdobra em outros exemplos. Os genitores precisam rezar com os filhos desde pequenos, cultivar em casa um lar católico, com imagens de santos em um oratório, o crucifixo nas paredes, etc.; tudo isso vai educando os filhos na fé. Alguém disse, um dia, que “quando Deus tem seu altar no coração da mãe, a casa toda se transforma em um templo.”

Um aspecto importante da educação religiosa de nossos filhos está ligado à escola. Infelizmente, hoje, se ensina muita coisa errada em termos de moral nas escolas; então, os pais precisam saber e fiscalizar o que os filhos aprendem ali. Infelizmente, hoje, o Governo está colocando até máquinas para distribuir “camisinhas” nesses locais. Os filhos precisam em casa receber uma orientação muito séria sobre a péssima “educação sexual” que hoje é dada em muitas escolas, a fim de que não aprendam uma moral anticristã.

Outro cuidado que os pais precisam ter é com a televisão; saber selecionar os programas que os filhos podem ver, sem violência, sem sexo, sem massificação de consumo, entre outros. Hoje temos boas emissoras religiosas. A televisão tem o seu lado bom e o seu lado mau. Cabe a nós saber usá-la. Uma criança pode ficar até cerca de 700 horas por ano na frente de um televisor ligado. Mais uma vez aqui, é a família que será a única guardiã da liberdade e da boa formação dessa criança. Os pais precisam saber criar programas alternativos para tirá-las da frente do televisor, oferecendo-lhes brinquedos, jogos, contando-lhes histórias, etc.. Da mesma forma, ocorre com a internet: os pais não podem descuidar dela.

Mas, para levar os filhos para Deus é preciso também saber conquistá-los. O que quer dizer isso? Dar a eles tudo o que querem, a roupa da moda, a camisa de marca, o tênis caro? Não! Você os conquista com aquilo que você é para o seu filho, não com aquilo que você dá a ele. Você o conquista dando-se a ele; dando o seu tempo, o seu carinho, a sua atenção, ajudando-o sempre que ele precisa de você. Saint-Exupéry disse no livro “O Pequeno Príncipe”: “Foi o tempo que você gastou com sua rosa que a fez ser tão importante para você”.

Diante de um mundo tão adverso, que quer arrancar os filhos de nossas mãos, temos de conquistá-los por aquilo que “somos” para eles. É preciso que o filho tenha orgulho dos pais. Assim será fácil você levá-lo para Deus. Muitos filhos não seguem os pais até a igreja porque não foram conquistados por estes.

Conquistar o filho é respeitá-lo; é não o ofender com palavras pesadas e humilhantes quando você o corrige; é ser amigo dos seus amigos; é saber acolhê-los em sua casa; é fazer programas com ele, é ser amigo dele. Enfim, antes de dizer a seu filho “Jesus te ama”, diga-lhe: “eu te amo”.

Prof. Felipe Aquino

fonte: Blog Canção Nova

Enviado por Dra. Janaína Soares Vieira Borghetti – Pediatra

5 crianças, 5 religiões, 5 minutos

5 crianças, 5 religiões, 5 minutos

Neste curta-metragem de quase cinco minutos, dirigido por The Mercadantes, conhecemos a rotina de cinco crianças de cinco anos de idade da Índia, África do Sul, Japão e Estados Unidos, e as suas práticas religiosas: hindu, judaica, cristã, muçulmana e budista.

Um vídeo poético que revela lições poderosas provenientes do silêncio e da oração.

Assista o vídeo abaixo:

 

Espiritualidade na Infância

Espiritualidade na Infância

O GoiâniaForKids.com dará enfoque a religiosidade e espiritualidade de forma geral, pois nossa equipe entende que, sendo o ser humano soma de corpo, mente e espírito, deve então ser abordado de forma completa desde criança.

Traremos entrevistas com líderes religiosos, textos de especialistas na área, mensagens e dicas focadas na busca da paz interior.

Equipe GoiâniaForKids.com

Pin It on Pinterest